PRO-file Frederico Nolasco

Posted: Março 28, 2012 in Uncategorized
Esta semana, em PRO-file, apresentamos o Frederico Nolasco. 
Nome: Frederico Cardoso de Lemos Nolasco
AKA: Nolasco/ Fred / pigmeu
Data de Nascimento: 19/01/88
Nascido em Lisboa
Reside em Lisboa
Altura: 1,69 m
Peso: 74kg
Número na Camisola: 69 (alusivo à altura)
Posição em que joga: Mid-Fielder
Canhoto / Destro / Ambi-destro: Canhoto
Weapon of Choice: Basicamente todos os que experimentei até agora menos o meu. Posso dizer que o Brine Clutch, com o qual fiz umas jogadas, é de longe o que prefiro ou foi o Warrior Evolution? Já não me lembro.
Movimento preferido no Lacrosse: split dodge, roll dodge, body check
Inspiração: Vídeos de grandes tackles, moves e golos no youtube.
Algumas Perguntas 
Quando chegaste ao Lacrosse, eras muito provavelmente dos jogadores mais fisicos, achas que era influencia do Rugby que tambem praticaste? – Claramente, tenho o bichinho do contacto. Embora seja um gajo pequeno, sempre gostei de desportos com contacto físico. Tinha bastantes saudades de placar, como fazia no rugby, e quando cheguei ao Lacrosse tentei imprimir essa pica no meu jogo. O problema é que tenho também a tendência menos boa de perseguir o jogador (como se tem de fazer no Rugby), e tenho dificuldade em adoptar a defesa  de posição necessária para o Lacrosse. No que toca aos checks, que pouco têm a ver com as placagens de rugby, é necessário adoptar uma técnica específica para ser mais efectivo.
És um bocadinho baldas e tanto apareces, como, desapareces. Regressaste a Lisboa, depois de um Erasmus em Barcelona, será que é desta que vens mesmo para ficar no Lacrosse? – Definitivamente. Só quero, neste momento, arranjar um  stick diferente para competir de igual para igual. É bastante frustrante usar um stick com o qual não consegues sequer apontar uma porcaria dum remate. Aos treinos, vou sempre que posso. Por vezes tenho compromissos, outras estou magoado. Durante a semana treino Jiu-Jitsu, o que me tem garantido algumas lesões menores mas bastante chatas.
Em alguns treinos, tens sido o responsável pelo aquecimento. Vamos ver esse empenho a aumentar e ver que estás cada vez mais envolvido em ajudar a modalidade? – Claro que sim. O que é facto é que não conheço nenhuma equipa de jeito que não ofereça a devida atenção à preparação física dos seus jogadores. Aquecer e alongar é importante para prevenir lesões, ter melhor rendimento em campo e, claro, ficarmos mais rijos e resistentes. O que eu reparei que podia oferecer à equipa e que estava definitivamente em falha, era uma preparação física mais séria e completa. O Meneses, que teve uma experiência na tropa, vai-me ajudar a preparar uns exercicios para meter a malta toda com os bofes de fora!
Para muito breve, vais começar a ter jogos de Lacrosse entre os Lisboa Viriatos e os Lisboa Gladiators, o que esperas desses jogos e em que medida achas que fazem falta? – Acho que a competição é essencial. Para nos desenvolvermos a todos os níveis, precisamos de aplicar o que treinamos em jogo real. Só assim nos podemos dar conta do que falha, o que funciona, o que tem de ser mudado e o que tem de ser mantido. Conhecem algum desporto colectivo que dê “pica” sem que haja competição? Eu não. Quem quiser treinar por treinar e mais nada, dedique-se à pesca!
Queres deixar uma mensagem? – Que venham experimentar este desporto incrível e dêem um descanço ao futebol… não deixem de jogar como é lógico, o futebol é um desporto do caraças, mas tentem variar um bocadinho! Experimentem coisas novas! É impressionante como neste país as pessoas parece que têm palas nos olhos que não deixam ver mais nada senão o desporto-“rei”. Na minha faculdade sou visto como maluquinho por jogar algo diferente, e a maior parte da malta só conhece o Lacrosse pelo American Pie e têm uma ideia bastante errada do desporto. Para além do mais, reparem que nos EUA o futebol já tem algum protagonismo, enquanto a Europa continua a dormir para os fantásticos desportos americanos. Acho que está na altura de abrir a mente, diversificar e aceitar a “invasão” de desportos diferentes!
Para a semana, mais um PRO-file, já sabes, sempre às quartas.
Anúncios
Comentários
  1. Rui Conde diz:

    Este homem é sem qualquer sombra de dúvida, a maior dor de cabeça de qualquer treinador…

    LOL

    Mas ainda se vai fazer jogador, EU ACREDITO!

  2. Também acredito, mas tem de mudar de Vileda….looool

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s