O Juiz Decide – Regra 55 Holding (segurar/afastar/obstruir)

Posted: Janeiro 23, 2012 in Uncategorized

No último treino em Lisboa, ocorreu uma situação, que levou um jogador a assinalar Tripping/Rasteirar, alterando em seguida a sua observação para Holding/Segurar. A jogada, foi entendida como perfeitamente legal pelos intervenientes na mesma, mas, O Juiz Decide, esclarece, para que não fiquem dúvidas.

 São na verdade, duas faltas muito diferentes e tratadas nas regras de forma tambem muito diferente, isto porque, o Holding, é uma Falta Técnica, punida com a perda de posse de bola ou caso esta não exista com uma penalidade de 30 segundos, enquanto o Tripping, é uma Falta Pessoal (Secção 10 das Regras da FIL) na qual a punição varia entre 1 e 3 minutos, dependendo da interpretação do árbitro e da gravidade do lance.

Vejamos as regras em detalhe.

Rule 55 Holding

55.1 A player shall not hold an opponent or an opponent’s crosse except as hereinafter permitted:

i) A player may hold off an opponent who is in possession of the ball or who is within 3 yards (2.74 metres) of a loose ball or who is within 3 yards (2.74 metres) of a ball in flight with either closed gloved hand on the handle of his crosse, or with either forearm. Both hands of the player who is doing the holding must be on his crosse.

ii) A player in possession of the ball may protect his crosse with his hand, arm, or other part of his body when an opponent makes a play to check his crosse.

The hand, arm, or other part of his body may only be used to stop the stick check, and it must not be used to hold, push, or control the direction of the movement of the checker’s crosse or body.

55.2 A player may not hold an opponent’s body, other than the gloved hand holding the crosse, with his own crosse. If a player holds an opponent with that portion of the handle of his crosse that is between his hands, then a cross-check hold has been committed.

55.3 A player may hold an opponent’s crosse or an opponent’s gloved hand holding his crosse with his own crosse or his own gloved hand holding his crosse, provided that the opponent has possession of the ball, or the opponent is within 9 feet (2.74 metres) of a loose ball, or the ball is in flight within 9 feet (2.74 metres) of the opponent.

Rule 73 Tripping

73.1 A player shall not intentionally trip an opponent with any part of his crosse or body.

CONCLUSÃO:

Como se pode verificar pela regra 55, a distancia de 9 pés (2.74 metros) é a mesma que se verifica para a Regra 52 Interference (esta distancia é a mais comum nas regras). Como  é referido em 55.1 i) um jogador nunca estará a fazer Holding, se mantiver as suas duas mãos no stick. A Regra 73 Tripping, esclarece que só é falta, se na opinião do árbitro existir «intencionalidade» de fazer cair, rasteirar, um adversário. Da aplicação destas regras, é fácil concluir que, não é o simples facto de o portador da bola cair ao chão, que, transforma automaticamente um movimento legal em falta. O Lacrosse, é um desporto de contacto e assim vai continuar.

Anúncios
Comentários
  1. lisboalax diz:

    O Juiz Decide, aproveita ainda o facto de se estar a falar destas regras para falar do Warding.

    É tambem importante realçar, que um movimento muito comum para quem se inicia no Lacrosse, principalmente para aqueles que já jogaram Hockey, o afastar do stick do adversário com o braço, a que no Lacrosse se chama de «Warding», é apresentado e esclarecido na regra sobre o Holding, em 55.1 ii).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s